top of page

Polícia impede marcha do PAI - Terra Ranka

A polícia guineense impediu a realização de uma manifestação da coligação Plataforma da Aliança Inclusiva - Terra Ranka, que contesta a dissolução do Parlamento. A manifestação deveria ter começado às 07h desta segunda-feira (08.01), mas as forças de segurança guineenses ocuparam diversas zonas de Bissau, e dispersaram cidadãos que pretendiam participar na marcha.


Em seguida, os manifestantes dirigiram-se ao escritório das Nações Unidas, para denunciar o seu descontentamento sobre o atual momento do país. No entanto, a Polícia de Intervenção Rápida (PIR) usou gás lacrimogéneo para os dispersar novamente.


"As Nações Unidas estão no país e têm de acompanhar a situação de inconstitucionalidade na Guiné-Bissau", afirmou Dan Ialá, deputada da coligação PAI - Terra Ranka, que acompanhou os manifestantes.


Comentarios


bottom of page